Madeiras e pedras marcam apartamento

Texturas naturais no lar de 350 m²

Localizado na Cidade do México, mais precisamente dentro de um edifício recém-construído, o novo dúplex estava cru e vazio, pronto para receber seu primeiro projeto de interiores. Tal tarefa foi entregue aos profissionais do escritório mexicano Kababie Arquitectos, que transformou a área de 350 m², marcada por uma planta livre, de acordo com o desejos dos moradores, um casal e dois filhos. Assim que se cruza a porta de entrada, o elemento protagonista da obra é revelado: a imponente escada esculpida empedra. Além de cumprir a função de conectar os níveis, a estrutura esbanja um caráter escultórico, responsável por ditar o estilo do apartamento.

Um painel composto por placas de pedra vulcânica emoldura o percurso entre os andares, acompanhado por luminárias do designer Jonathan Adler. O programa tratou de colocar espaços sociais no primeiro piso e, privativos, no pavimento superior.

Uma vez no piso de cima e já se está automaticamente no espaço do escritório. Os arquitetos encontraram uma forma de tornar este ambiente preservado – afastado das áreas sociais e do outro lado dos três dormitórios – sem precisar fechá-lo com paredes. A solução foi pensada para atender a vontade dos clientes de manter a planta o mais livre possível. De quebra, o local acabou virando outra área de reunião da família.

Na área social, não existem barreiras entre a sala de jantar e o living. Os arquitetos usaram elementos alternativos para delimitar as funções de cada ambiente: os desenhos das sancas de iluminação do teto e o mobiliário.

Veja mais em: http://casavogue.globo.com/Interiores/apartamentos/noticia/2015/08/madeiras-e-pedras-marcam-apartamento.html


Posts em Destaque
Posts Recentes